Wednesday, October 01, 2008


O MANUEL E A MARIA

Um casal tinha dois filhos, o Manuel e a Maria. Como nessa altura se ia buscar água à fonte, o Manuel, como era o mais velho, é que ia.
Para não se perder o Manuel ia marcando o caminho com pedrinhas pintadas de vermelho.
Um certo dia, o pai disse a Maria:
- Já estás grande ! Passas a ir também à fonte. Cada dia vai um de vocês.
E assim foi. A Maria também não se queria enganar no caminho e marcou-o com grãozinhos de milho.
As aves vieram e comeram-lhe o milho e a Maria não soube voltar para casa.
Oa pais ficaram preocupados com a demora e foram mais o irmão ver o que se passava. Encontraram a Maria a chorar porque não sabia como havia de voltar a casa.
Então o irmão disse:
- Tens que ser mais cuidadosa, se tivesses marcado o caminho com pedras nada teria acontecido, mas com milho não é seguro porque os pássaros comem-no.
Todo o cuidado é pouco !

Contos Tradicionais Açoreanos

Elmina Silva, 62 anos, Santa Cruz, Graciosa

Fotos da Graciosa,

postado por; Fernandinha
Posted by Picasa

12 comments:

poetaeusou . . . said...

*
s. macaio,
s. macaio,
deu á costa,
ai deu á costa
p'rás bandas do maranhão . . .
,
jino
,
*

gaivota said...

os pássaros são assim, não é fernandinha...
as pedras ficam, como sempre e quantas vezes são marcas para sempre, e profundas!!!
mais um moinho com traços da holanda, bem se consta no teu faial, os holandeses foram os primeros a chegar, deixaram marcas!
ainda bem!!!
beijinhos grandes e muito carinho

xistosa - (josé torres) said...

Aquele mar imenso, onde as aves se poderiam alimentar ... mas o milho era mais fácil.

As pedras duram e perduram, como os contos tradicionais.

literatura said...

Qerida Amiga!
Obrigda pela visita. É muito agradável ler palavras amigas.
Devolvo o mesmo carinho e amizade.
Também li o pequenino conto e depois, como já vai sendo hábito, li os poemas que tocam muito na minha sensibilidade.
Um abraço e beijinhos com desejos de uma boa semana.

instantes e momentos said...

muito , muito bom.Parabens( já devo ter dito isso) pelo teu blog. Virou mania voltar aqui.
Tenha um belo dia.
Maurizio

Bill Stein Husenbar said...

Belíssimo.

Por vezes, somos traídos pela nossa falta de precaução mas com o tempo tudo s irá compor.

Aprender com os erros.

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

mundo azul said...

...sim! É preciso tomar cuidado...Marcar o caminho com algo que não desperte a cobiça...


Belo conto!


Beijos de luz e o meu carinho...Um final de semana bem feliz, amiga!

C Valente said...

lindo, simples e singelo
Saudações amigas com um beijo

Mello said...

Querida Fernandinha!

Lindo conto açoriano...

Adorei as imagens da ilha Graciosa, uma das ilhas que ainda me falta conhecer.


Beijinhos de afecto,


Graça Mello

João da Silva said...

Maravilhosa narrativa! Lembrei-me de uma historieta latina em cujo bojo há o "propter imprudentiam musca vitam amittit", e tais lições devem mesmo ser ministradas às crianças desde cedo.
Adorei suas reflexões, como também já gostava de suas poesias, querida.
Beijinhos!

C Valente said...

Saudações amigas e boa semana, cheia de coisas boas

C Valente said...

Saudações amigas e boa semana, cheia de coisas boas