Friday, November 02, 2007

SOU FELIZ

Canto
mas ninguém me está a ouvir.
Danço
Mas ninguém me está a olhar.
Ouço a felicidade invadir
a minha alma, que dança sem par!

Que me importam eles e elas
se não me tem amor?
Tenho-te a ti bom amigo,
basta-me o teu resplendor.

Não és nome para mim,
és a minha companhia,
tens o odor do jasmim,
trazes contigo a alegria.

Sorriso gesto tão belo,
quando sai do coração,
fugiu-me, foi ter contigo,
guarda-o bem na tua mão.

Como sou feliz agora
Sorrio e danço a cantar,
solto de mim males de outrora
Consigo de novo sonhar
até ao nascer da aurora!

Fernanda

10 comments:

joão jacinto & poemas said...

Querida Fernanda!


Na casa das tuas palavras,
sinto-me aconchegado
ao lê-las
e ao sentir-te,
porque me vejo
acolhido
pela anfitriã amizade
e pela doce poesia.

joão jacinto


bjs, poeta!

Tiago R Cardoso said...

Muito bom, como sempre.

O Guardião said...

Se a qualidade já não é novidade, eu teimo em realçar o optimismo e a esperança que me fazem voltar.
Cumps

MEU DOCE AMOR said...

Adorei e estou a sorrir.

Um beijo doce

Um Poema said...

...

Terno! Cativante!

Um abraço

Um Momento said...

Sorrindo com teu belo canto
Sorrindo com teu contagiador sorrir
Nas tuas palavras me encanto
E assim um dia feliz vou prosseguir
Grata:o)))

Beijo de dia lindo
Fernandinha Simpatia

(*)

Sol da meia noite said...

Canta, sorri e acima de tudo, sonha sempre...

Muitos beijinhos!

Suspiros said...

E a felicidade contagia. Sentimo-nos aconchegados aqui...

Brancamar said...

Que bom esse perfume de jasmim,sonhar de novo! Sonhe sempre Fernandinha!É sempre tempo para sonhar e quanto mais maduros somos mais belo é o sonho!
Um abraço.

Um Momento said...

Passo de novo, invisivel para não atrapalhar a dança e este magnifico cantar, e assim deixar-te sonhar nesse lindo sonho até a aurora nascer:))

Beijo sorrindo

(*)