Monday, October 08, 2007

INVENTANDO

Dos colares do Céu vindos:
Pássaros, abelhas e formigas,
em contos, em fábulas antigas,
nas cinzas dos serões findos.

Fada, com vara de jasmim,
Raínha, em brincos de princesa,
mendigando uma singela realeza,
na flor do canteiro do jardim.

Verdes, verde limoeiro,
sol do mundo limão,
prado de um coração,
no seu amor primeiro.

Cheira a flor de laranjeira,
à branca pureza angilical,
à palpitada essência virtual,
nesta inspiração derradeira.

A inspiração agora esperada
transporta-a a força vento...
Para esse dono eu invento
O verso, a letra já levada.

Fernanda

13 comments:

O Sibarita said...

Sua menina Fernana você tá danadinha nas escritas heim? Haja muito amor e paixão...

bjs
O Sibarita

Maria Clarinda said...

Adoro os teus espaços.
Jinhos

Tina said...

Oi Fernanda!

Obrigada pela visita e pelo carinho no comment.Lindos versos, parabens!

beijos moca, volte sempre.

David Alves said...

Fernanda...sempre a mesma qualidade.

Muito bom texto

Um Poema said...

Andei ausente uns dias.
Agora, no regresso, e quando o sossego me deixa a sós com os teus poemas, venho senti-los.

Um abraço

Sol da meia noite said...

E que em nós nunca se perca a capacidade de inventar!

***

Tó-Zé said...

Lindos versos...
Pura imaginação
Gostei

Beijinho

Jac C. said...

Com vc temos um leque de opções a visitar, não?...rs
Cada dia entro em um e vc não decepciona nunca.
Parabéns pelo empenho em seus blogs.
Bom fim de semana!

GarçaReal said...

Bonita esta tua inspiração.


bjgrande

rosa dourada/ondina azul said...

Linda inspiração.


Beijinhos,

soraya said...

Lindo poema, lindo cantinho o seu!
Beijos!

Jose Gonçalves said...

Menina

Volte-me eu para onde me voltar e em cada canto seu encontro uma poesia.
É o que eu digo, quem me dera ter este dom.
Não tenho, e isto não se aprende, nasce connosco.
Vá continuando que virei sempre ler.
Um abraço
José Gonçalves

poetaeusou . . . said...

*
Verdes, verde limoeiro,
*
xi
*