Wednesday, August 13, 2008


Dlim, dlim, dlim, que estás dazendo ?


Dlim, dlim,dlim, que estás fazendo ?
-Estou fazendo uma papinha.
-Dá-me dela um bocadinho.
- Não tenho salinho.
-Cadê o salinho ?
-Foi buscar o cãozinho.
-Cadê o cãozinho ?
-Está manquinho.
-Quem o mancou ?
-Foram os boizinhos.
-Cadê os boizinhos ?
-Estão lavrando milho.
-Cadê o milho ?
-A galinha comeu.
-Cadê a galinha ?
-Foi pôr ovos.
-Cadê os ovos ?
-O frade comeu.
-Cadê o frade ?
-Está na missa.
-Cadê a missa ?
-Já lá vai !

Contos Tradicionais Açorianos

Andreia da Conceição de Sousa Medeiros, S. Miguel

Postado por: Fernandinha
Posted by Picasa

13 comments:

poetaeusou . . . said...

*
s. macaio
s. macaio
deu á costa
ai deu á costa . . .
,
conchinhas tlim tlantes,
,
*

gaivota said...

estas lengas-lengas das infâncias dos nossos meninossssssssssssssssss
lindo!
beijinhos grandes, fernandinha linda

Sophiamar said...

Estas cantilenas,as lengalengas e outras, passadas de geração em geração, tendem a desaparecer. Bem hajas por nos teres trazido uma.

Beijinhos

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA said...

Que gracinha, esse outro lado da minha amiga Fernanda...E que imagens! Estou aguardando meu filho que me ajuda no blog para "levar" algumas comigo,rssss...Você deixa?
Domingo feliz!!!

SILÊNCIO CULPADO said...

Fernanda
Estes contos são encantadores pela sua ternura naif, pelos conceitos de família e de vizinhança.

Beijos

Eduardo Aleixo said...

Lindo, ternurento e genuino como é tudo o que tem raízes profundas na nossa cultura .
Beijo.
Eduardo

Mello said...

Olá Fernanda,

Conheço este conto foi-me cantado em criança, na minha zona Ribeira Grande, era música de embalar.

Foi bom recordar as tradições da minha terra...

Beijinhos,
Graça Mello

xistosa - (josé torres) said...

Tradições encadeadas em contos que se mantêm.

A tradição ainda é o que era ...

Laura said...

Olá minha querida, nem sei como fuid eixando de entrar na tua casinha tão acolhedora...
Desejos de bom retsinho de domingo e uma semana formidável a partir da meia noite!... Beijinhos da laura..a pedalar no resteas...

Ju said...

que legal conhecer da sua cultura!
:)

Deusa Odoyá said...

Oi minha estimada FERNANDINHA.

Voltei a ser criança nesses versos.
Muito lindo e cheios de ternura.
essa vaquinha, quisera poder levar ela comigo.
Lindo amiga.

Um blog diferente.

Sua amiga do lad de cá.
Fique na doce paz dos seus sonetos.
Regina Coeli.

susana said...

Tão giro! As coisas que se vão perdendo com o tempo. É bom que alguém as recorde.

João da Silva said...

Delícia de historinha! Adorei! Suave, carinhosa mesmo... gostosa de ler, deixa a alma leve em poucos instantes.
Obrigado, querida, pelos bons votos, pela visita, pelo carinho ao meu velhinho.
Beijos do João!