Saturday, February 09, 2008

AMOR AMADURECIDO



No macio algodão da tarde,
Olhando o lago escurecido
Pela partida do sol,
Sinto o amor amadurecido
Num campo de girassol,
Que levou a quente e cega paixão
E deixou o delírio amornecido
Pela sabedoria do coração.

Vem a noite amena, clara, de Lua cheia,
Onde encontramos luz plena,
Deixando que o outro leia
O pensamento que se palpita
Pela intuição e proximidade
Que entre nós se agita
E nos unirá para a eternidade.

No sedoso frescor da noite
É-nos mostrado o caminho,
Que prosseguimos de mãos dadas,
Passando pelo edificar de um ninho
De amor, como os contos de fadas,
Enfeitado com soluções de carinho,
De compreensão, tolerância e espera,
Sempre virente e mimoso. Pudera eu, pudera!


Fernanda

4 comments:

multiolhares said...

Pudemos sempre
O sonho comanda a vida
Beijinhos
luna

poetaeusou . . . said...

*
No sedoso frescor da noite,
,
gostei,
.
conchinhas
,
*

C Valente said...

Desculpa amigas,mas muitas das vezes venho de um blog para outro, e já não encontro palavras , de quanto me agrada a tua escrita
Um beijo

Divinius said...

Muito bonito...
A LUZ QUE TE DEIXO É DA COR DA MINHA VIDA...)